Última hora

Última hora

Jogos Africanos chegam ao fim com domínio claro do Egito

Chegou o momento de dizer adeus na festa do desporto africano. Ao longo dos últimos 15 dias mais de 7000 atletas em representação de 51 países

Em leitura:

Jogos Africanos chegam ao fim com domínio claro do Egito

Tamanho do texto Aa Aa

Chegou o momento de dizer adeus na festa do desporto africano. Ao longo dos últimos 15 dias mais de 7000 atletas em representação de 51 países animaram a cidade de Brazzaville, no Congo, e todos com um sonho em comum: a glória sob a forma de uma medalha de ouro.

Nesse aspeto, destacou-se sem dúvida a delegação do Egito, que dominou desde o primeiro dia o quadro de medalhas e encerrou a competição com quase tantas medalhas de ouro como África do Sul e Argélia, respetivamente segundo e terceiro classificados, juntos.

Os sul-africanos bem podem agradecer à equipa de natação, que arrasou na capital congolesa e arrebatou 25 das 42 medalhas de ouro em jogo.

Já os argelinos demonstraram a sua hegemonia nos desportos de combate, com cinco títulos africanos no pugilismo e sete no judo.

A equipa da casa concluiu a competição na sétima posição com um total de dezanove medalhas, cinco das quais de ouro.

No desporto rei faltaram os grandes craques do futebol africano mas nem por isso as seleções mais poderosas do continente deixaram de dizer presente. A competição masculina foi ganha pelo Senegal, que derrotou na final o Burkina Faso com um tento solitário de Moussa Seydi e se estreou a vencer na competição.

A final feminina foi ganha pelo Gana, que derrotou na final os camarões, também por uma bola a zero.

No Atletismo não se registaram surpresas, a Nigéria terminou com dez medalhas de ouro, Quénia e Etiópia dividiram o protagonismo nas provas de fundo.

A magia do desporto africano regressa dentro de quatro anos, a 12ª edição dos Jogos Africanos está marcada para 2019 em Lusaka.