Última hora

Última hora

Erdogan participa em manifestação onde "turcos e curdos são irmãos"

Foram mais de cem mil pessoas a responder ao apelo de algumas ONG turcas para uma manifestação em Istambul contra o terrorismo. A seis semanas das

Em leitura:

Erdogan participa em manifestação onde "turcos e curdos são irmãos"

Tamanho do texto Aa Aa

Foram mais de cem mil pessoas a responder ao apelo de algumas ONG turcas para uma manifestação em Istambul contra o terrorismo. A seis semanas das eleições legislativas antecipadas, o governo veio prontamente declarar o apoio à iniciativa, recordando os ataques do PKK nos últimos meses. Mas entre os participantes ouviam-se palavras de conciliação.

“Viemos até aqui para falar a uma só voz, com um só coração contra o terrorismo. Não há diferenças entre turcos e curdos. Vivemos todos juntos. Temos de colocar um ponto final na discriminação. Mas, ao mesmo tempo, temos de dizer: ‘Fim ao PKK’”, declarava um homem; outro garantia que “a motivação principal por trás dos últimos ataques tem a ver com uma conspiração orquestrada por alguns países, destinada a perturbar a paz e a estabilidade da Turquia. Os turcos e os curdos são irmãos e vão continuar a sê-lo.”

O presidente Recep Tayyip Erdogan participou num encontro onde só eram permitidas bandeiras turcas, não de partidos. Erdogan tem apontado baterias contra o HDP, o movimento pró-curdo que conseguiu entrar no parlamento nas últimas eleições, tirando-lhe a maioria absoluta.

O jornalista da euronews Bora Bayraktar realça que a palavra de ordem neste ajuntamento foi sublinhar as diferenças entre curdos e o PKK, ficando por saber que impacto terá esta mensagem no escrutínio que se aproxima.