Última hora

Última hora

"Os últimos na terra": tal como Adão e Eva num planeta destruído

Em leitura:

"Os últimos na terra": tal como Adão e Eva num planeta destruído

Tamanho do texto Aa Aa

O filme de ficção científica “Os últimos na terra” desenrola-se num futuro pós-apocalíptico, depois de uma guerra nuclear ter destruído quase toda a

O filme de ficção científica “Os últimos na terra” desenrola-se num futuro pós-apocalíptico, depois de uma guerra nuclear ter destruído quase toda a humanidade.

Point of view

A relação entre as duas personagens é um pouco como a relação entre Adão e Eva. É uma questão muito delicada porque ninguém quer ter uma má relação com a única pessoa que resta no planeta.

No início, há apenas dois sobreviventes: uma jovem mulher que vive sozinha e um cientista meio enlouquecido. A frágil confiança que os une é posta em causa com a chegada de uma terceira pessoa.

“Achei que iria ser um filme muito interessante. A relação entre as duas personagens é um pouco como a relação entre Adão e Eva. É uma questão muito delicada porque ninguém quer ter uma má relação com a única pessoa que resta no planeta. Não seria bom. O John é um homem muito inteligente e tenta navegar através dos seus próprios demónios pessoais e faz tudo para que a relação seja boa”, relatou Chiwetel Ejiofor, um dos atores principais do filme.

A rodagem decorreu nas terras desertas da Nova Zelândia.

“Estivemos no sul da Nova Zelândia e foi maravilhoso. Não há muitos lugares onde é possível rodar este tipo de filme. Há sítios muito bonitos mas quando começamos a filmar aparece logo uma autoestrada. Na Nova Zelândia, podemos olhar para a paisagem ao longe e parece que não há ninguém à volta, em lado nenhum”, contou o ator.

A ficção científica “Os últimos na terra”, de Craig Zobel, chega as salas de cinema portuguesas a 22 de outubro.