Última hora

Última hora

União Europeia faz nova tentativa para responder a uma só voz à crise migratória

As condições climatéricas adversas esperadas com a aproximação do inverno prometem agravar a crise migratória no velho continente. Os Estados-membros

Em leitura:

União Europeia faz nova tentativa para responder a uma só voz à crise migratória

Tamanho do texto Aa Aa

As condições climatéricas adversas esperadas com a aproximação do inverno prometem agravar a crise migratória no velho continente. Os Estados-membros procuram encontrar soluções para fazer frente ao fluxo de refugiados e acolher pessoas, mas até à data mantém-se a falta de consenso.

Esta terça-feira, os ministros dos Assuntos Internos da União Europeia voltam a reunir-se em Bruxelas. Tentam, uma vez mais, um acordo sobre o programa de recolocação de 120 mil refugiados. Fontes europeias dão, aliás, como certa a possibilidade de se superar o impasse esta semana, depois do fracasso anterior.

Os refugiados em causa encontram-se em Itália, na Grécia e Hungria, mas Budapeste não aceita a inclusão do país entre as nações que se encontram na chamada “linha-da -frente” desta crise o que poderá implicar, na prática, um recálculo na distribuição de pessoas.

Alemanha e França, que recebem grande parte dos refugiados, apoiam a proposta da Comissão Europeia nesta matéria, mas o sistema obrigatório de quotas é recusado por países como República Checa, Hungria, Eslováquia, entre outros.