Última hora

Última hora

Arvo Pärt: uma música que nos aproxima do silêncio

Em leitura:

Arvo Pärt: uma música que nos aproxima do silêncio

Tamanho do texto Aa Aa

Arvo Pärt marcou o mundo da música com criações minimalistas baseadas em repetições hipnóticas. O compositor estónio acaba de fazer 80 anos. Em

Arvo Pärt marcou o mundo da música com criações minimalistas baseadas em repetições hipnóticas. O compositor estónio acaba de fazer 80 anos. Em Talim, o centro Arvo Pärt organiza uma série de eventos para prestar homenagem a um dos grandes nomes da vanguarda artística do século XX.

Point of view

Nesta época cheia de ruído, Arvo Pärt aproxima-nos do silêncio. A música dele transmite-nos uma ideia de equílibrio.

“A música dele faz-nos sentir e pensar. Não podemos apenas ouvi-la, temos de escutar a música”, sublinhou Annu Kivilo, diretora do centro.

Arvo Pärt nasceu na Estónia e era criança quando o país foi ocupado pela União Soviética. Após vários anos de estudo e trabalho artístico em torno do serialismo, o compositor foi obrigado a abandonar o país em 1980 devido à censura.

“Nesta época cheia de ruído, Arvo Pärt aproxima-nos do silêncio. A música dele transmite-nos uma ideia de equílibrio”, disse o maestro Tonu Kaljuste, grande conhecedor da obra do mestre estónio.

Recentemente, Pärt colaborou com o encenador norte-americano Robert Wilson para criar a peça de teatro “A paixão de Adão”.

Arvo Pärt não marcou apenas a música erudita. A obra do compositor estónio é uma influência assumida por grandes nomes do rock alternativo e experimental, como PJ Harvey e Nick Cave.