Última hora

Última hora

Navios de guerra franceses vendidos ao Egito

O Egito fica com os dois porta-helicópteros que estavam destinados à Rússia.

Em leitura:

Navios de guerra franceses vendidos ao Egito

Tamanho do texto Aa Aa

Eram para ter como destino a Rússia, mas as sanções obrigaram o presidente François Hollande a repensar. Os dois porta-helicópteros franceses Mistral vão, afinal, ser vendidos ao Egito.

O acordo foi agora alinhavado entre Hollande e o presidente egípcio, o general al-Sissi. Com o negócio, o Estado francês encaixa 950 milhões de euros.

“O Egito é o comprador que escolhi, devido à nossa cooperação militar. Antes, já lhes tínhamos vendido aviões Rafale. Também porque o Egito desempenha um papel primordial no Médio Oriente. Finalmente, porque o país quer uma transição democrática, o que não é fácil, e temos de os ajudar nesse esforço”, disse François Hollande.

A França tinha já vendido 24 caças-bombardeiros Rafale ao Egito. Este novo negócio faz do país um dos melhores clientes do armamento francês. Quanto aos Mistral, a França vai ter de indemnizar a Rússia por ter anulado o acordo.