Última hora

Última hora

Ações da Volkswagen disparam após saída de Winterkorn

As acções da Volkswagen subiram, esta quarta-feira, na bolsa de Frankfurt e terminaram com uma valorização de 5,19%. Após ter perdido 24,5 mil

Em leitura:

Ações da Volkswagen disparam após saída de Winterkorn

Tamanho do texto Aa Aa

As acções da Volkswagen subiram, esta quarta-feira, na bolsa de Frankfurt e terminaram com uma valorização de 5,19%.

Após ter perdido 24,5 mil milhões de euros durante dois dias de quedas significativas, na sequência do escândalo da manipulação de emissões poluentes em veículos a gasóleo, a Volkswagen regressou aos ganhos com a saída de Martin Winterkorn.

Os títulos da empresa, que caíram cerca de 20% na terça-feira e 18,6% na sessão anterior, ganharam um máximo de 10,38% após ser conhecida a saída de Winterkorn. As acções fecharam a subir 5,19% para negociarem nos 111,50 euros.

Com esta subida, o índice Dax terminou a ganhar 0,44% para 9.612,62 pontos.

Entres os analistas económicos, há quem considere já passada a tempestade que se abateu sobre o fabricante alemão.

Segundo Oliver Roth, da Capital Markets, “a grande histeria e pânico em torno da Volkswagen já passaram” e a empresa “está em condições de gerir o volume de prejuízos.”

Entretanto, a imprensa alemã avança que o atual chefe da Porche, Matthias Müller, será o novo presidente executivo da Volkswagen. Citando fontes na cúpula de decisão do grupo, o diário económico Handelsblatt afirma que o nome de Müller será anunciado oficialmente pela Volkswagen na sexta-feira.

Acusada pela Agência de Protecção do Meio Ambiente dos Estados Unidos de falsear o desempenho dos motores em termos de emissões de gases poluentes, a Volkswagen incorre numa multa que pode ir até aos cerca de 15,9 mil milhões de euros.

No domingo, a empresa reconheceu ter falseado os dados e na terça-feira anunciou que a fraude envolve 11 milhões de veículos com um motor EA189.