Última hora

Última hora

Chanceler alemã diz que UE está longe de uma solução global para os refugiados

Está a diminuir o fluxo de refugiados que chega à Áustria, numa altura em que o país aperta o controlo à entrada de imigrantes. A ministra do

Em leitura:

Chanceler alemã diz que UE está longe de uma solução global para os refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

Está a diminuir o fluxo de refugiados que chega à Áustria, numa altura em que o país aperta o controlo à entrada de imigrantes. A ministra do Interior, Johanna Mikl-Leitner, reconheceu, esta quinta-feira, que alguns milhares de pessoas já foram obrigadas a regressar aos países que atravessaram a caminho do território austríaco, um dos destinos europeus mais desejados. “Se não estou enganada, enviámos mais de cinco mil ou 5 500 imigrantes embora da Áustria, sobretudo para a Bulgária e Roménia, entre outros países”, revelou.

A chanceler alemã diz que a União Europeia deu “o primeiro passo” com o acordo de repartição de 120 mil refugiados, mas está longe de uma solução global. “Essa redistribuição só pode funcionar, se conseguirmos um processo de registo consistente nas fronteiras externas da União Europeia, verificando a necessidade de proteger os refugiados. Estou profundamente convencida de que a Europa não precisa de uma redistribuição agora, mas antes de um processo permanente para uma distribuição justa dos refugiados pelos Estados-membros”, disse Angela Merkel.

A Alemanha deve acolher este ano entre 800 mil e um milhão de requerentes de asilo, um recorde para o país e para a Europa.