Última hora

Última hora

Japonês bate recorde do Mundo dos 100 metros para velocistas de... 105 anos

Hidekichi Miyazaki é um japonês especial, ele faz da elite mundial dos velocistas com mais de um século de vida e acaba de inscrever o nome no Livro

Em leitura:

Japonês bate recorde do Mundo dos 100 metros para velocistas de... 105 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Hidekichi Miyazaki é um japonês especial, ele faz da elite mundial dos velocistas com mais de um século de vida e acaba de inscrever o nome no Livro dos Recordes.

Apelidado como “Golden Bolt”, Miyazaki perdeu no domingo o recorde dos 100 metros para atletas com mais de um século de vida, que estava nos 29,83 segundos. O norte-americano Don Pellman, que celebrou um século a 12 de agosto, fixou um novo máximo, na categoria: 26,99 segundos (vídeo em baixo).

O nipónico não se deu por vencido e esta quarta-feira, um dia após completar 105 anos, voltou à pista e fixou um novo máximo: 42,22 segundos. Miyazaki ficou aquém do anterior máximo que detinha no “Guiness”, mas este resultado garante-lhe um novo título no livro dos recordes: o do ser humano com 105 anos de idade mais rápido do planeta.

O mais velho velocista do Mundo, ainda em competição, não ficou, contudo, satisfeito. “Queria ter feito menos alguns segundos porque, durante os treinos, cheguei a conseguir fazer 36 segundos”, afirmou Miyazaki, cujo segredo da boa forma física para lá do século de vida está em fazer exercício diário, comer com moderação e mastigar bem os alimentos.

“Os médicos estão todos surpreendidos, mas é tudo uma questão de estar de boa saúde”, afirmou “Golden Bolt”, que ainda espera concretizar o desejo de de desafiar numa pista o homem mais rápido do planeta, o verdadeiro Usain Bolt.