Última hora

Última hora

Milhares de refugiados dormem em praça na Grécia

Não têm documentos, nem dinheiro que lhes permita ir para onde gostariam: o norte da Europa. Deixaram o Afeganistão e chegaram à Grécia, mas ficaram

Em leitura:

Milhares de refugiados dormem em praça na Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Não têm documentos, nem dinheiro que lhes permita ir para onde gostariam: o norte da Europa. Deixaram o Afeganistão e chegaram à Grécia, mas ficaram retidos na Praça da Vitória, em Atenas. De quarta para quinta-feira terão dormido neste local 2 500 pessoas, entre elas muitas crianças.

Estes imigrantes queixam-se que o mundo só se preocupa com os sírios. “Por que razão todo o mundo pensa que a Síria está em guerra, mas ninguém pensa no Afeganistão, que está em guerra há 50 anos? Não temos água, nem eletricidade, nem acesso à Educação no Afeganistão. Todos estes adolescentes crescem sem Educação”, diz Hassan.

Os habitantes de Atenas ajudam como podem, distribuindo comida aos refugiados.

“O Governo grego tem tantos problemas e nós, o povo, também temos muitos problemas. E não podemos resolver a situação, porque eles são muitos. E o que nós fazemos para ajudar não é suficiente. Acho que há nações muito ricas que podem, de facto, ajudar”, afirma Joanna, funcionária pública.

Para abrigá-los da chuva dos últimos dias as autoridades gregas alojaram-nos num estádio, mas a maioria preferiu regressar à praça, com medo que não os deixassem sair.