Última hora

Última hora

"Esmagamento durante o Hajj foi vontade de Alá" afirma clérigo saudita

A debandada ocorrida durante o Hajj “estava para além do controlo humano”. Foi assim que o principal clérigo saudita descreveu o incidente que matou

Em leitura:

"Esmagamento durante o Hajj foi vontade de Alá" afirma clérigo saudita

Tamanho do texto Aa Aa

A debandada ocorrida durante o Hajj “estava para além do controlo humano”.

Foi assim que o principal clérigo saudita descreveu o incidente que matou mais de 700 peregrinos nas proximidades de Meca há dois dias.

O esmagamento teve lugar em Mina, local onde se encontram os pilares de Jamarat que simbolizam o diabo. Parte do ritual envolve o apedrejamento dos pilares.

O ritual islâmico da peregrinação anual a Meca termina este sábado.

“Rezo por todas as vítimas deste esmagamento, rezo para que sejam considerados mártires. Oferecemos os nossos pêsames às suas famílias e que a sua morte não tenha sido em vão, foi a vontade de Alá”, disse um peregrino egípcio, Siraj-Eddin Abdel Satttar.

Entre as vítimas contam-se pelo menos 131 mortos iranianos.

As notícias provocaram fortes reações em Teerão cujo governo acusa a Arábia Saudita de responsabilidade pelo incidente.

Este sábado, milhares de iranianos desceram às ruas da capital para condenarem o governo e família real sauditas.