Última hora

Última hora

Liga dos Campeões: FC Porto demasiado forte para Chelsea, Marco Silva vence em Londres

Os 46.120 espetadores presentes no Estádio do Dragão tiveram direito a uma exibição de gala do FC Porto, que culminou com uma vitória por 2-1 frente

Em leitura:

Liga dos Campeões: FC Porto demasiado forte para Chelsea, Marco Silva vence em Londres

Tamanho do texto Aa Aa

Os 46.120 espetadores presentes no Estádio do Dragão tiveram direito a uma exibição de gala do FC Porto, que culminou com uma vitória por 2-1 frente ao Chelsea.

Rúben Neves e Imbula mandaram no meio campo mas o grande destaque do encontro só pode ir para Brahimi. O extremo argelino fez o que quis de Ivanovic e mostrou que quando está inspirado, não há quem o pare no futebol europeu.

André André mais uma vez brilhou nos jogos grandes e abriu o ativo aos 39 minutos.

A vantagem acabou por não durar muito tempo. Willian, na transformação irrepreensível de um livre direto, restabeleceu a igualdade ainda antes do descanso.

A abrir o segundo tempo, Maicon desviou ao primeiro poste um pontapé de canto de Rúben Neves e deu os três pontos aos dragões. Um triunfo inteiramente merecido e que coloca a equipa portista numa posição privilegiada para garantir um lugar nos oitavos-de-final.

No outro encontro do Grupo G, o Dynamo Kiev foi a Tel Aviv vencer por 2-0. Os ucranianos partilham a liderança com o Porto.

Marco Silva deixa o Emirates Stadium em estado de choque

Nos restantes encontros da noite, o grande destaque vai para a vitória do Olympiacos de Marco Silva em pleno Emirates Stadium frente ao Arsenal. A equipa grega soube tirar máximo proveito dos inúmeros erros da equipa inglesa, que ainda não pontuou e ocupa a última posição no grupo F.

Já Robert Lewandowski continua com o pé quente. O polaco marcou por três vezes na goleada frente ao Dínamo de Zagreb por 5-0 e tem um registo alucinante de dez golos nos últimos três encontros.

Destaque ainda para a vitória sofrida do Barcelona frente ao Bayer Leverkusen e para o triunfo surpreendente do BATE Borisov frente à Roma.