Última hora

Última hora

A história do acrobata francês que caminhou sobre um cabo entre dois prédios filmada em formato 3D

Em leitura:

A história do acrobata francês que caminhou sobre um cabo entre dois prédios filmada em formato 3D

Tamanho do texto Aa Aa

A história do acrobata francês que caminhou sobre um cabo entre dois arranha-céus chega ao grande ecrã em formato 3D. The walk” descreve o chamado

A história do acrobata francês que caminhou sobre um cabo entre dois arranha-céus chega ao grande ecrã em formato 3D.

Point of view

Toda a gente tem sonhos que parecem impossíveis. Podem ser de ordem profissional ou afetiva. Gostaríamos que certas coisas acontecessem mas há uma voz interior que diz 'não sou capaz, nunca vai funcionar'. E por isso desistimos. Neste filme, temos a história de um homem que não ouviu essas vozes e continuou a seguir o sonho. É uma história inspiradora.

The walk” descreve o chamado “crime artístico do século XX”. Em 1974, sem que a polícia se apercebesse, Philippe Petit conseguiu instalar um cabo de duzentos quilos entre as torres gémeas do World Trade Center e caminhar sobre ele, para espanto das pessoas que passavam na rua.

A estreia do filme decorreu em Nova Iorque, na presença do realizador Robert Zemeckis, do ator principal Joseph Gordon-Levitt e do próprio Philipe Petit.

“Toda a gente tem sonhos que parecem impossíveis, podem ser de ordem profissional ou afetiva. Gostaríamos que certas coisas acontecessem mas há uma voz interior que diz ‘não sou capaz, nunca vai funcionar’. E por isso desistimos. Neste filme, temos a história de um homem que não ouviu essas vozes e continuou a seguir o sonho. É uma história inspiradora”, disse Joseph Gordon-Levitt.

“O Philippe continua vivo e está bem. Foi ele que quis ensinar-me a caminhar sobre um fio. Nem todos os profissionais são capazes de ensinar mas ele é um professor fantástico”, acrescentou o ator norte-americano.

Aos 66 anos, Philippe Petit continua de boa saúde e aprecia o papel de professor.

“Trabalhámos muito porque só tínhamos oito dias das 9 às 5. Ele mostrou-se muito aberto e respeitador. Passámos um bom momento. Rimos muito. Trabalhámos muito. No primeiro dia colocámos a linha no chão e no fim ele estava a dois metros de altura e a percorrer sete metros com um mastro pesado. Foi uma grande ajuda para o filme”, explicou Petit.

O filme acaba de chegar às salas de cinema norte-americana e não tem data de estreia anunciada em Portugal.