Última hora

Última hora

EUA: Obama exige mudança na lei de armas após tiroteio em instituto de estudos superiores

Um tiroteio num instituto de estudos superiores norte-americano, no estado do Oregon, provocou no total 10 mortos e 7 feridos. O incidente ocorreu

Em leitura:

EUA: Obama exige mudança na lei de armas após tiroteio em instituto de estudos superiores

Tamanho do texto Aa Aa

Um tiroteio num instituto de estudos superiores norte-americano, no estado do Oregon, provocou no total 10 mortos e 7 feridos. O incidente ocorreu esta quinta-feira pouco depois das 11h00 locais (19h00 de Lisboa). Numa fase inicial as autoridades da estado revelaram que tinham morrido 13 pessoas, mas na última conferência de imprensa falaram apenas em 10 mortos sem avançar mais detalhes. Ao que tudo indica, o atirador, de 26 anos, matou 9 pessoas e a décima vítima mortal será o próprio, que acabou por morrer na troca de tiros com a polícia.

Em reação ao incidente, o presidente norte-americano deu as condolências às famílias e colegas das vítimas. Visivelmente irritado, Barack Obama culpou os Estados Unidos por mais este tiroteio: “esta situação tornou-se numa rotina, estas notícias tornaram-se numa rotina, as minhas declarações nesta sala tornaram-se numa rotina e a nas conversas do dia seguinte parece que somos indeferentes. Não pode ser assim tão fácil que alguém que queira fazer mal a terceiros consiga ter uma arma nas mãos”.

Por isso, o presidente norte-americano quer ver mudanças na lei sobre o acesso às armas….e pediu a ajuda do Congresso, dos legisladores e dos governadores dos estados para conseguir mudar a legislação. Este é o 45° tiroteio numa escola norte-americana este ano.

O Umpqua Community College está situado na cidade de Rosenburg, com cerca de 21.000 habitantes no estado do Oregon. O instituto de estudos superiores é frequentado por alunos mais velhos do que é normal numa instituição do género: no ano passado, a média de idades dos seus 13.600 alunos era de 38 anos, e apenas 740 deles estudavam na escola a tempo inteiro.