Última hora

Última hora

Iémen: EI ataca-se pela primeira vez à coligação saudita em Aden

O grupo Estado Islâmico reivindicou a vaga de atentados contra a sede provisória do governo iemenita e as forças da coligação saudita, em Aden, no

Em leitura:

Iémen: EI ataca-se pela primeira vez à coligação saudita em Aden

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo Estado Islâmico reivindicou a vaga de atentados contra a sede provisória do governo iemenita e as forças da coligação saudita, em Aden, no Iémen.

Pelo menos 15 pessoas morreram, esta terça-feira, depois de um tanque armadilhado ter deflagrado junto ao quartel que alberga as forças da coligação militar dos países do Golfo que combate os rebeldes hutis, apoiados pelo Irão.

Quase em simultâneo, um camião bomba e uma viatura armadilhada, explodiam frente a outro hotel em Aden que alberga temporariamente o executivo, regressado há semanas do exílio.

Trata-se da primeira vez que o grupo Estado Islâmico se ataca às forças sauditas, depois de ter reivindicado vários ataques contra os rebeldes xiitas e num momento em que Riad afirma ter retomado o controlo de Aden.

O grupo islamita reclamou horas depois a autoria de outro atentado na capital, contra os rebeldes hutis que ocupam a cidade, depois de um bombista suicida ter provocado a morte de pelo menos 7 pessoas numa mesquita em Sanaa.

O conflito, que dura desde março, já provocou mais de 5 mil mortos e 114 mil refugiados. Segundo a ONU, a maioria dos deslocados procurou refúgio na Etiópia, Somália, Sudão e Arábia Saudita.