Última hora

Última hora

Quarteto tunisino vence Nobel da Paz

A Primavera Árabe na Tunísia valeu ao Quarteto para o Diálogo, um conjunto de organizações do país, o Nobel da Paz deste ano.

Em leitura:

Quarteto tunisino vence Nobel da Paz

Tamanho do texto Aa Aa

O Quarteto para o Diálogo fez com que a Primavera Árabe, na Tunísia, não se tenha transformado em inverno – Essa foi a opinião do Comité Nobel Norueguês, que atribuiu a este grupo o Prémio Nobel da Paz deste ano.

O quarteto é constituído pela principal central sindical do país, pela principal confederação patronal, pela Ordem dos Advogados e pela Liga dos Direitos Humanos.

“Este grupo foi essencial ao fazer com que a Tunísia, em poucos anos, se dotasse de um sistema constitucional e de um governo que garante os direitos fundamentais”, disse Kaci Kullmann Five, do Comité Nobel.

Em 2013, dois anos depois da chamada Primavera Árabe, a Tunísia esteve à beira da guerra civil, com uma onda de assassínios políticos, mas este grupo nomeou um governo provisório que reconciliou o país, dotou-o de uma nova Constituição e organizou eleições livres

Com o movimento popular: que destronou o presidente Ben Ali na primavera de 2011, a Tunísia foi país que iniciou a onda de contestação que ficou conhecida por Primavera Árabe, o que em países como a Líbia, a Síria ou o Egito levou a conflitos armados e banhos de sangue.