Última hora

Última hora

Euro 2016: Holanda pode ficar fora do campeonato em França

A seleção holandesa ainda mantém a esperança de qualificar-se para o Euro 2016 de França depois de vencer o Casaquistão por duas bolas a uma. Tudo

Em leitura:

Euro 2016: Holanda pode ficar fora do campeonato em França

Tamanho do texto Aa Aa

A seleção holandesa ainda mantém a esperança de qualificar-se para o Euro 2016 de França depois de vencer o Casaquistão por duas bolas a uma. Tudo vai decidir-se na última jornada. Sobretudo porque a Turquia venceu a República Checa, que já se qualificou. Os turcos disputam o terceiro lugar com os holandeses, que dá acesso à repescagem. No dia 13 deste mês, a Turquia vai medir forças com a Islândia que acaba esta qualificação em primeiro do grupo A e a Holanda está obrigada a ganhar à República Checa.

No grupo B, o País de Gales, que já se qualificou para o Europeu, perdeu frente à Bósnia-Herzegovina por dois zero, mas mantém o segundo lugar. Os golos foram apontados por Milan Djuric e Vedad Ibisevic. Liderados por Gareth Bale, os galeses conseguem um feito histórico: nunca antes se tinham qualificado para a fase final de um campeonato da europa. Destaque ainda para a vitória da Bélgica, a líder do grupo com 20 pontos, frente a Andorra, por 4-1. Israel perdeu em casa frente a Chipre por duas bolas a uma.

No grupo H, a Itália confirmou que era a a seleção mais forte: foi ao Azerbaijão vencer por 3-1. Os italianos têm 21 pontos e já estão no França 2016. A Noruega, que recebeu a seleção de Malta e venceu por 2-0, continua a ter de vencer última partida frente à Itália, para se qualificar de forma direta e não ter de esperar pelos resultados da Croácia. Os croatas derrotaram em casa a Bulgária e ainda podem chegar ao segundo lugar do grupo, caso vençam a partida frente a Malta e os noruegueses não consigam bater os transalpinos.
Recorde-se que a seleção da Croácia perdeu um ponto por penalização, depois de ter sido mostrada nas bancadas uma cruz soástica no estádio Polijud de Split a 12 de junho, no jogo frente à Itália. Um ponto que agora poderia ser decisivo.