Última hora

Última hora

Número de mortes entre os palestinianos continua a aumentar

Em Hebron, na Cisjordânia, depois dos funerais de dois palestinianos, baleados, mortalmente, começaram os confrontos entre a polícia israelita e

Em leitura:

Número de mortes entre os palestinianos continua a aumentar

Tamanho do texto Aa Aa

Em Hebron, na Cisjordânia, depois dos funerais de dois palestinianos, baleados, mortalmente, começaram os confrontos entre a polícia israelita e palestinianos.

O diário israelita Haaretz escreve, que na Cisjordânia e Jerusalém Este, cerca de 400 palestinianos tiveram de receber assistência médica, devido ao gás lacrimogéneo, desde sexta-feira.

Também em Ramallah centenas de palestinianos e militares israelitas entraram em confrontos. Situação idêntica ocorreu na cidade de Nazaré.

O número de mortos, principalmente, entre os palestinianos, continua a aumentar. A maioria são jovens. Alguns são mortos pelas forças de segurança israelitas quando atacam, civis, militares ou polícias israelitas, com facas. Na maioria dos casos provocam apenas ferimentos ligeiros.

O Primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu e o Presidente Palestiniano, Mahmoud Abbas, apelaram à calma. Enquanto a polícia palestiniana e as forças de segurança israelitas continuam a tentar, de forma coordenada, restaurar a ordem. Tentativas, até agora, frustradas.