Última hora

Última hora

"A Colina Escarlate" - o terror gótico segundo Guillermo del Toro

Em leitura:

"A Colina Escarlate" - o terror gótico segundo Guillermo del Toro

Tamanho do texto Aa Aa

A história de “A Colina Escarlate”, o mais recente filme de terror gótico, escrito e dirigido por Guillermo del Toro, passa-se no séc. IXX, no norte

A história de “A Colina Escarlate”, o mais recente filme de terror gótico, escrito e dirigido por Guillermo del Toro, passa-se no séc. IXX, no norte da Inglaterra.

No rescaldo de uma tragédia familiar, a escritora Edith Cushing (interpretada por Mia Wasikowska) está dividida entre o amor por um amigo de infância e a atração pelo misterioso Sir Thomas Sharpe (interpretado por Tom Hiddleston).

A escritora deixa-se arrastar por esta estranha paixão e muda-se para a sombria mansão de Thomas Sharpe, situada no alto de uma colina, onde ele vive com a irmã, Lucille (interpretada por Jessica Chastain).

O realizador tinha um projeto claro em mente, quanto aos papéis femininos:

“Consegui aquilo que queria, neste filme – que todos os personagens masculinos fossem secundários. Normalmente, no romance gótico, acabamos com Fabio a carregar nos braços a jovem sem camisa, salvando-a do perigo. Eu queria atualizar o género e tornar centrais os papéis femininos”.

Tom Hiddleston considera importante esta escolha de Del Toro:

“Foi com grande admiração que ouvi Del Toro falar-me da intenção de subverter as expectativas sobre o romance gótico . Na maior parte destas histórias, a heroína é salva pelo herói, mas nesta história a heroína salva-se sozinha. Parece-me muito importante”.

Uma casa entre os papéis principais

Edith vai descobrir que a mansão é habitada por fantasmas de um passado tenebroso, seres de outro mundo que vão abalar a sua sanidade mental. Uma casa, que é afinal um dos personagens principais deste filme.

Del Toro inspirou-se na mansão assombrada do filme de Stanley Kubrick, The shining.

Mia Wasikowska diz que o realismo com que esta mansão foi criada a ajudou muito na interpretação:

“É raro ter a oportunidade de filmar num cenário construído com realismo, de modo a fazer-nos sentir que estamos nesse espaço, fiel à disposição espacial da história, podermos atravessar a cozinha e termos o elevador que sobe aos andares superiores. Nunca tive esta medida de realismo num filme, antes”, sublinha a atriz.

Estreia

“A Colina Escarlate” está aí – em Portugal dia 22 de outubro, no Brasil a partir de 15 de outubro.