Última hora

Última hora

Escritora polaca ameaçada de morte

A escritora polaca Olga Tokarczuk foi ameaçada de morte por critiar a Polónia na sua mais recente obra.

Em leitura:

Escritora polaca ameaçada de morte

Tamanho do texto Aa Aa

A escritora polaca Olga Tokarczuk foi ameaçada de morte por causa de uma das suas mais recentes obras.

Point of view

"Acho que é necessário reescrever a História sempre que for necessário e sem encobrir as coisas horríveis que fizemos."

O best-seller de Tokarczuk, “Os Livros de Jacob,” coloca o dedo em algumas das mais profundas feridas da História da Polónia.

A campanha contra a autora começou dia 5 de outubro, quando esta recebeu um prémio literário.

Depois da cerimónia, a escritora criticou duramente a direita polaca e os seus posicionamentos relativamente a questões como a perseguição dos judeus, o que causou a ira de milhares de internautas.

Sucederam-se depois os insultos, muitos dos quais fazendo referência à ascendência judia de Tokarczukm assim como violentas ameaças.

Mas a escritora diz que não se deixa intimidar:

Em entrevista à televisão pública polaca TVP, Olga Tokarczuk defendeu que a verdade da História da Polónia deve ser conhecida por todos:

“Acho que é importante reescrever a História sempre que for necessário e sem encobrir as coisas horríveis que fizemos como colonizadores, opressores de minorias, esclavagistas e assassinos de judeus.”

Alguns grupos nacionalistas rejeitaram as acusações da escritora e disseram que Tokarczuk não passa de uma traidora, devendo, por isso, deixar o país.

Entretanto, alguns dos autores dos comentários mais agressivos já foram localizados pela polícia e as autoridades polacas consideram mesmo levar o caso até à justiça.