Última hora

Última hora

Rússia avisa que é preciso reforçar as fronteiras com o Afeganistão

A Comunidade dos Estados Independentes, composta pelas antigas repúblicas soviéticas, vai reforçar as fronteiras com o Afeganistão. O presidente

Em leitura:

Rússia avisa que é preciso reforçar as fronteiras com o Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

A Comunidade dos Estados Independentes, composta pelas antigas repúblicas soviéticas, vai reforçar as fronteiras com o Afeganistão.

O presidente russo, Vladimir Putin, avisou as nações da Ásia Central que é necessário criar uma força conjunta para combater uma possível incursão de jihadistas da Síria, através do Afeganistão.

Reunida em Astana, a capital do Cazaquistão, a CEI propôs-se criar uma força militar conjunta não havendo, ainda, detalhes quanto à sua composição.

O secretário executivo da Comunidade, Sergei Lebedev, afirmou que é provável que seja o Tajiquistão a acolher os militares, uma vez que o país faz fronteira com o Afeganistão.

Não se sabe se o Uzbequistão ou o Turquemenistão, países que partilham também fronteira com o Afeganistão, vão acolher militares desta força conjunta.

O aviso de Putin surgiu um dia depois de Barack Obama ter anunciado a permanência de cerca de 10 mil soldados norte-americanos, durante o próximo ano, no Afeganistão para continuar a lutar contra o ressurgimento de grupos talibãs.