Última hora

Última hora

Cisjordânia a ferro e fogo

Enquanto a comunidade internacional multiplica os apelos ao fim da violência entre palestinianos e israelitas, os confrontos e os ataques sucedem-se.

Em leitura:

Cisjordânia a ferro e fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto a comunidade internacional multiplica os apelos ao fim da violência entre palestinianos e israelitas, os confrontos e os ataques sucedem-se.

Durante os incidentes desta terça-feira, na zona de Hebron, na Cisjordânia, um palestiniano foi abatido. Segundo o exército israelita, o jovem, de 23 anos, terá atacado e ferido ligeiramente um oficial israelita com uma arma branca.

Noutra situação, um palestiniano atropelou um israelita que, alegadamente, estaria a agredir manifestantes.

Em menos de um mês, a espiral de violência já matou oito israelitas e mais de 40 palestinianos, para além de um cidadão da Eritreia, que foi confundido com um agressor.

O exército israelita procedeu também, esta terça-feira, à demolição da casa de um militante palestiniano que matou um israelita no ano passado.

Ainda na Cisjordânia, em Betunia, uma operação das forças israelitas terminou com a detenção de um líder do Hamas. Hasan Yusef, de 60 anos, tinha saído pela última vez da prisão em junho do ano passado. Agora, o dirigente do movimento islamita regressou ao cárcere acusado por Israel de “incitação ao terrorismo”.