Última hora

Última hora

Eslovénia alerta para impossibilidade de acolher milhares de migrantes

Cerca de dois mil migrantes e refugiados atravessaram na madrugada desta terça-feira a fronteira da Eslovénia, vindos da Croácia. O governo esloveno

Em leitura:

Eslovénia alerta para impossibilidade de acolher milhares de migrantes

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de dois mil migrantes e refugiados atravessaram na madrugada desta terça-feira a fronteira da Eslovénia, vindos da Croácia.

O governo esloveno decidiu recorrer ao exército para lidar com esta maré humana.

O primeiro-ministro Miro Cerar alertou para a impossibilidade de acolher esta quantidade de pessoas se a Áustria continuar a limitar a entrada à maioria, sublinhando que “este é um teste de solidariedade europeia, pois está errado promover a ilusão de que é possível para uma pequena nação de dois milhões de pessoas resolver uma situação que os Estados membros da UE não conseguem solucionar.”

“O número de migrantes que entrara nos últimos três dias superou inteiramente as nossas capacidades, a Eslovénia não estava preparada. Só ontem, mais de oito mil pessoas chegaram à Eslovénia, enquanto só duas mil pessoas, no total, foram autorizadas a entrar na Áustria, apesar de as autoridades austríacas afirmarem que a sua política de acolhimento de refugiados não se alterou”, disse o chefe do governo esloveno.

O afluxo de refugiados e migrantes está a criar grande tensão na região dos Balcãs. Após Budapeste ter encerrado as fronteiras húngaras, milhares de pessoas procuram entrar diariamente na Croácia, Eslóvenia e Sérvia, com o objetivo de chegar à Alemanha e à Áustria.