Última hora

Última hora

TODO: Add variables

no comment

Polícia sul-africana dispersa manifestação contra aumento das propinas

A polícia sul-africana usou gás lacrimogéneo e balas de borracha para dispersar centenas de estudantes que protestavam junto ao parlamento da Cidade do Cabo, esta quarta-feira (21 de outubro).

Cerca de 30 estudantes foram detidos.

Os estudantes contestam o aumento das propinas previsto no projeto de orçamento do ministro Nhlanhla Nene.

O discurso do ministro das Finanças acabou por ser adiado. Os membros da oposição exigiam que a questão das propinas fosse colocada na agenda do dia.

Os reitores defendem um aumento das propinas para melhorar a “qualidade do ensino”. Mas, de acordo com os manifestantes, o aumento vai impedir o acesso à universidade dos estudantes mais pobres.

Segundo a agência LUSA, “os aumentos das propinas rondaram os 10,5%, ficando os preços por ano académico entre os 1.930 e os 3.800 euros, excluindo habitação e alimentação”.

Os protestos começaram a 13 de outubro e alastraram a 15 universidades.

Mais vídeos No Comment