Última hora

Última hora

Aprender a gerir a propriedade intelectual pode impulsionar uma empresa

A gestão da propriedade intelectual pode determinar a competitividade de uma empresa. Saiba como.

Em leitura:

Aprender a gerir a propriedade intelectual pode impulsionar uma empresa

Tamanho do texto Aa Aa

O Business Planet veio até Barcelona para saber como é que as PME podem proteger a autoria de uma ideia inovadora. Convidámos para nos acompanhar Jakub Ramocki, do Serviço de Apoio aos Direitos da Propriedade Intelectual, uma iniciativa da Comissão Europeia. Segundo Jakub, “os estudos indicam que apenas 9% das PME europeias detém direitos de propriedade intelectual. Essas empresas têm um volume de rendimentos por trabalhador 32% superior às outras.”

Point of view

Apenas 9% das PME europeias detém direitos de propriedade intelectual.

  • As indústrias relacionadas com a propriedade intelectual geram mais de 39% do PIB da UE e representam 26% dos empregos na Europa.
  • Apenas 9% das PME da UE protegem a sua propriedade intelectual. Estas empresas têm um volume de rendimentos por trabalhador 32% superior às outras.
  • A competitividade de uma empresa pode sair claramente reforçada se houver uma gestão eficiente dos direitos de propriedade intelectual.
  • O Serviço de Apoio aos Direitos da Propriedade Intelectual ajuda as PME em projetos com financiamento europeu e em casos de cooperação comercial internacional.
  • A Neos Surgery é um exemplo – trata-se de uma PME tecnológica espanhola que desenvolve produtos cirúrgicos e que beneficiou da ajuda do serviço de apoio europeu.

Ligações úteis

Vamos conhecer o exemplo de uma empresa catalã que promete revolucionar a neurocirurgia. Trata-se da Neos Surgery, uma PME criada em 2009 que está prestes a comercializar um aparelho revolucionário destinado a facilitar a suturação de aneurismas intracranianos. O conceito foi desenvolvido juntamente com parceiros alemães, através do programa europeu de financiamento Eurostars. Mas a colaboração teve de ser orientada pelo Serviço de Apoio aos Direitos de Propriedade Intelectual.

Montse Charles-Harris Ferrer, diretora de operações, explica o seguinte: “O serviço ajudou-nos a redefinir o nosso acordo com os parceiros alemães e a proteger os direitos de todos relativamente à propriedade intelectual.” A empresa de Montse ficou com a exclusividade da propriedade intelectual das aplicações médicas do novo aparelho.

O grampo de aneurisma que criaram vai ser patenteado, de forma a evitar cópias por parte de terceiros. Se, mesmo assim, for copiado, é possível recorrer novamente ao serviço de apoio, que disponibiliza aconselhamento legal. Se Montse avançar para os mercados de outras regiões mundiais, por exemplo, pode proteger os seus direitos contactando os gabinetes que a Comissão Europeia lançou na China, no sudeste asiático ou na América Latina.

Todas as PME da União Europeia de alcance internacional e participantes de programas europeus de investigação podem beneficiar deste mecanismo. O aconselhamento, gratuito e confidencial, pode ser solicitado por mail ou contacto telefónico. A resposta chega dentro de três dias úteis.