Última hora

Última hora

Turquia vive eleições cruciais

A Turquia vota este domingo em eleições legislativas cruciais. Cerca de 55 milhões de eleitores repetem o voto de junho que levou a impasse político

Em leitura:

Turquia vive eleições cruciais

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia vota este domingo em eleições legislativas cruciais. Cerca de 55 milhões de eleitores repetem o voto de junho que levou a impasse político, num país confrontado com estagnação económica, profundas divisões sociais, atentados à bomba, o recrudescimento do conflito armado com a resistência curda e o caos na vizinha Síria.

E a grande questão, como no escrutínio de há cinco meses, é saber se o AKP consegue maioria absoluta para permitir ao Presidente Recep Tayiip Erdogan mudar a constituição e dotar-se de poderes executivos.

Caso o resultado seja novamente a inexistência de maioria absoluta, o AKP, partido islâmico, poderá tentar, apesar do antagonismo ideológico, uma coligação com os nacionalistas do MHP, do secular Devlet Bahceli, que em junho rejeitou um coligação tripartida com os curdos do HDP e também com os republicanos de esquerda do CHP de Kemal Kilicdaroglu.

Mas são os curdos liderados por Selahattin Demirtas quem está a complicar as contas do Presidente Erdogan, pois ultrapassaram a barreira dos 10 % dos votos para entrar no parlamento.

Depois de ter perdido a maioria absoluta pela primeira desde 2002, Erdogan prometeu combater o terrorismo, incluindo o PKK, com quem existia um cessar-fogo tácito, uma manobra que muitos viram como um piscar de olho aos nacionalistas.