Última hora

Última hora

Speed: Rosberg vence GP do México

Bem vindo a Speed. Lewis Hamilton já tem no bolso o terceiro título mundial de Fórmula 1 mas ainda tem de esperar um pouco antes de ir de férias

Em leitura:

Speed: Rosberg vence GP do México

Tamanho do texto Aa Aa

Bem vindo a Speed. Lewis Hamilton já tem no bolso o terceiro título mundial de Fórmula 1 mas ainda tem de esperar um pouco antes de ir de férias. Este fim de semana o grande circo esteve no México para a décima sétima corrida da temporada. O britânico não tirou o pé do acelerador, mas partiu para a prova mexicana com muito menos pressão. Quem aproveitou foi o companheiro de equipa Nico Rosberg.

O alemão, que tinha saído da “pole position” venceu o primeiro Grande Prémio do México depois de 23 anos sem Formula 1 no país. Hamilton foi o segundo classificado, a apenas 1 segundo e nove centésimos de distância.
O finlandês Valtteri Bottas, da Williams fechou o pódio.

Com esta vitória, Nico Rosberg conseguiu regressar à segunda posição da classificação geral do Mundial de Pilotos, uma vez que Sebastien Vettel da Ferrari, que ocupava o lugar antes do início da prova, acabou por não terminar a corrida. Rosberg tem agora mais 21 pontos que Vettel.

Apesar da popularidade da Fórmula 1 no México, já lá vão vinte e três anos desde que o Autodromo Hermanos Rodriguez, na Cidade do México, acolheu o seu último grande prémio. E basta uma olhadela rápida à temporada de mil novecentos e noventa e dois para perceber que só podia haver um vencedor…

Nigel Mansel venceu o primeiro grande prémio dessa época, na África do Sul, tendo estado na frente de todas as voltas da prova. No México quis provar que não tinha sido sorte. Mais uma vez dominou toda a corrida e acabou com uma vantagem confortável para o colega de equipa Riccardo Patrese. Mansell acabou por vencer as cinco primeiras corridas da temporada e no total venceu 9 das 16 que faziam parte do calendário. Conquistou o único título da carreira. No Grande Prémio do México de 1992, Nigel Mansell não foi o único a fazer história: um jovem chamado Michael Schumacher acabou em terceiro e fez o primeiro de 115 pódios ao longo da carreira.

Lewis Hamilton não teve rivais à altura na Fórmula 1 esta temporada por isso talvez tenha chegado o momento de tentar um novo desporto. E estando no México, nada melhor que desafiar para um combate El Místico, uma das estrelas da luta livre no país. Será que esteve à altura?
Com o campeonato ganho e sem pressões para o GP do México, Lewis Hamilton entrou num ringue da chamada
“lucha libre”. Mesmo não sendo um especialista na matéria mostrou que, pelo menos sabe do que se trata.