Última hora

Última hora

Paquistão: Prosseguem as buscas para encontrar desaparecidos

No Paquistão as equipas de resgate salvaram, pelo menos, mais dois trabalhadores, que estiveram presos durante 17 horas, nos escombros de uma fábrica

Em leitura:

Paquistão: Prosseguem as buscas para encontrar desaparecidos

Tamanho do texto Aa Aa

No Paquistão as equipas de resgate salvaram, pelo menos, mais dois trabalhadores, que estiveram presos durante 17 horas, nos escombros de uma fábrica que desabou, em Lahore, no leste do país, esta quarta-feira.

Cerca de 20 pessoas morreram, e uma centena foi resgatada, mas há ainda uma série de trabalhadores desaparecidos. Acredita-se que haveria, aproximadamente, 150 pessoas no edifício. Entre os mortos, e segundo fontes oficiais, está o proprietário da instalação fabril.

A tragédia aconteceu quando decorriam as obras de construção do quarto andar e poucos dias depois de um forte terramoto na região, que fez quase 390 mortos no Paquistão (e Afeganistão) e que provocou graves danos em muitos edifícios.

As causas deste acidente estão por apurar mas poderá ter sido provocado por fissuras na estrutura, causadas pelo sismo.

Este não é o primeiro incidente do género no país. Em setembro de 2012, 289 pessoas morreram queimadas num incêndio numa fábrica de roupas, em Carachi. No mesmo dia, um incêndio numa fábrica de sapatos, em Lahore, matou 25.