Última hora

Última hora

Receios com segurança levam russos a deixar Egito

Milhares de russos estão a regressar do Egito para casa em voos especiais organizados por Moscovo, que suspendeu todos os voos para o país africano

Em leitura:

Receios com segurança levam russos a deixar Egito

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de russos estão a regressar do Egito para casa em voos especiais organizados por Moscovo, que suspendeu todos os voos para o país africano, face aos receios com a segurança, depois da queda do A321 russo que vitimou 224 passeiros e tripulantes.

“Muitas pessoas vieram da Rússia e de outros países e agora parou. Nós pensamos que o turismo vai entrar em colapso”, diz uma turista russa.

Nas praias, nos hotéis, há quem esteja tranquilo e goze do sol do mar vermelho e regresse ao frio o mais tarde possível.

“Estou em Sharm el-Sheikh há 21 dias. Já depois do acidente optámos por fazer uma reserva por mais cinco dias porque preferimos ficar e aqui e transmitir a mensagem para toda a gente que isto aqui é seguro”, confessa uma britânica.

Nos últimos dias o Reino Unido retirou 3500 britânicos de Sharm el-Sheikh. O governo egípcio mete mãos à cabeça, o turismo é um dos mais importantes setores da economia do país.