Última hora

Última hora

Síria: A guerra no terreno e a guerra mediática

Exército de Assad retoma base militar; rebeldes publicam vídeo de explosão em Bukamal

Em leitura:

Síria: A guerra no terreno e a guerra mediática

Tamanho do texto Aa Aa

Na Síria, a guerra é também mediática. Por exemplo, um novo vídeo, publicado nas redes sociais, mostra uma dupla explosão na cidade de Bukamal, que tem sido visada pelas foirças russas, mas sem que se saiba exatamente que fez explodir o quê.

Menos dúvidas colocam as imagens da tomada, pelas forças de Bashar Al-Assad, da base aérea de Kweires, perto de Alepo, desde há dois anos cercada pelo grupo radical Estado Islâmico.

Este é o maior triunfo do exército sírio desde que a Rússia iniciou os ataques aéreos contra os radicais islâmicos e em suporte ao governo de Assad.

Enquanto a guerra prossegue, no terreno, os esforços diplomáticos continuam sem grandes resultados. O presidente turco voltou a apelar à criação de uma zona de exclusão aérea, na Síria, ao mesmo tempo que lançou o aviso:

“Se não dermos os passos necessários contra o terrorismo, este fogo acabará por nos queimar. Os países que julgam viver em segurança e propsperidade não deveriam esquecer que nunca sabemos o que o amanhã nos reserva.”

Recep Tayyip Erdogan garantiu que voltará a abordar a questão da zona de exclusão aérea na reunião do G20, de 15 e 16 de novembro, em Antália.