Última hora

Última hora

Protestos anticapitalistas à margem do G20

Grupos altermundialistas e esquerda anticapitalista protestam contra a cimeira do G20, na Turquia. A polícia fez algumas detenções.

Em leitura:

Protestos anticapitalistas à margem do G20

Tamanho do texto Aa Aa

Em Antalya, a cimeira do G20 está a originar protestos. Estas cimeiras dos países mais poderosos costumam ser um dos alvos privilegiados dos grupos altermundialistas e da esquerda anticapitalista.

Point of view

Há fome, há pouluição, há terror. Tudo isso aumenta devido ao capitalismo. Não queremos o G20 na nossa casa.

Desta vez, junta-se o fator da pobreza: Antalya é uma cidade particularmente afetada pla falta de condições e isso choca os manifestantes.

“Há gente com fome nas ruas. Antalya está cheia de pedintes. A realidade é esta e penso que organizar o G20 neste momento não tem qualquer lógica”, diz um manifestante. Diz outro participante no protesto: “Os capitalistas e imperialistas estão reunidos em Antalya para negociar a partilha do Médio Oriente”. “Há fome, há poluição, há terror. Tudo isso aumenta devido ao capitalismo. Não queremos o G20 na nossa casa”, diz uma mulher.

Algumas dezenas de pessoas foram detidas pela polícia. As manifestações concentraram-se no centro de Antalya, enquanto a cimeira está a acontecer numa estância de férias a poucos quilómetros.

“Os manifestantes não conseguiram chegar à zona da cimeira. Houve alguma tensão com a polícia. A voz deles não pôde ser ouvida, mas a mensagem foi deixada à distância”, conclui o correspondente da euronews na Turquia, Bora Bayraktar.