Última hora

Última hora

Luta antiterrorista une líderes mundiais

A luta contra o grupo Estado Islâmico é unânime entre as potências que participaram no G20 em Antalya, na Turquia.

Em leitura:

Luta antiterrorista une líderes mundiais

Tamanho do texto Aa Aa

Ao segundo e último dia da cimeira do G20 em Antalya, na Turquia, foi a vez do anfitrião Recep Tayyip Erdoğan tomar a palavra.

Point of view

A proteção da integridade territorial da Síria, a eliminação dos elementos terroristas e o restauro de uma estrutura pluralista, legítima e democrática são os principais objetivos do processo. Assad, que massacrou o seu próprio povo, não tem lugar no futuro da Síria.

Se o terrorismo continua a ser o grande tema do encontro, ainda na ressaca dos atentados de paris, Erdogan pegou na deixa para falar sobre o futuro da Síria e atacar a posição de países como a Rússia, que mantêm uma ajuda ao regime de Bashar el-Assad.

Para o presidente turco, o futuro da Síria não pode passar nem pelo grupo Estado Islâmico nem por Assad: “Falámos sobre responsabilidades conjuntas contra o terrorismo e as atrocidades do Daesh, que nada têm a ver com o Islão. A proteção da integridade territorial da Síria, a eliminação dos elementos terroristas e o restauro de uma estrutura pluralista, legítima e democrática são os principais objetivos do processo. Assad, que massacrou o seu próprio povo, não tem lugar no futuro da Síria”, disse Erdoğan.

O correspondente da euronews na Turquia, Bora Bayraktar, a acompanhar o encontro, conclui:” A cimeira terminou e, pela primeira vez desde os ataques de Paris, os líderes concordaram num conjunto de princípios para combater o terrorismo. Os olhos estão agora postos em como vão esses princípios ser implementados”.