Última hora

Última hora

Comemoração em Atenas perturbada por distúrbios

Grupos de extrema-esquerda perturbaram homenagem de Alexis Tsipras aos protagonistas da revolta de 1973.

Em leitura:

Comemoração em Atenas perturbada por distúrbios

Tamanho do texto Aa Aa

Em Atenas, a comemoração do aniversário da revolta universitária de 1973 descambou em manifestações e confrontos com a polícia, que fizeram de certas ruas de Atenas um palco de batalha.

Alguns manifestantes de extrema-esquerda e anarquistas tentaram forçar a entrada na Universidade, onde decorria a homenagem por parte de Alexis Tsipras, um ritual que o chefe de governo grego repete todos os anos.

A polícia reforçou a presença em toda a cidade com cerca de 6000 efetivos, já que não é a primeira vez que a data é assinalada com distúrbios. A revolta de 1973 foi um dos mais importantes episódios de resistência ao regime dos coronéis, que governou a Grécia de 1967 a 74.

“Depois do fim da manifestação pacífica, um grupo antissistema dirigiu-se para o bairro de Exarchia, onde fica o Instituto Politécnico de Atenas, e aconteceram os confrontos com a polícia. Foram lançadas pedras e cocktails Molotov. Pelo menos um manifestante foi detido”, relata o correspondente da euronews Michalis Arampatzoglou.