Última hora

Última hora

Muçulmanos condenam terrorismo após atentados de Paris

Os muçulmanos de França mobilizam-se contra o terrorismo após os atentados de Paris terem vitimado também vários fiéis daquela que é a segunda maior

Em leitura:

Muçulmanos condenam terrorismo após atentados de Paris

Tamanho do texto Aa Aa

Os muçulmanos de França mobilizam-se contra o terrorismo após os atentados de Paris terem vitimado também vários fiéis daquela que é a segunda maior comunidade religiosa do país.

Um texto a condenar o extremismo vai ser lido nas cerca de 2.500 mesquitas em França, durante a oração de sexta-feira.

Nas ruas ou na Internet, as iniciativas multiplicam-se, entre os “abraços grátis” de um muçulmano esta quarta-feira, junto ao memorial das vítimas dos atentados, e vários vídeos partilhados nas redes sociais com apelos à união de todos os franceses contra a violência.

A nível mundial “hashtags” como #Notinmyname (em meu nome não) ou #Muslimsarenotterrorists (Os muçulmanos não são terroristas), voltam a ser tendência nas redes sociais.

No Paquistão, o vídeo de um grupo de cinco jovens muçulmanos, chocados com a situação, tornou-se igualmente viral.

Os protagonistas afirmam que não defendem os ataques de Paris e que não podem ser considerados responsáveis pelas ações de, “um grupo de pessoas perturbadas que afirmam ser como nós”.