Última hora

Última hora

"Cérebro" dos atentados de Paris tentou recrutar em Espanha

Abdelhamid Abaaoud tentou recrutar mulheres em Espanha para as fileiras do grupo extremista Estado Islâmico. Quem o afirmou foi o ministro espanhol

Em leitura:

"Cérebro" dos atentados de Paris tentou recrutar em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

Abdelhamid Abaaoud tentou recrutar mulheres em Espanha para as fileiras do grupo extremista Estado Islâmico. Quem o afirmou foi o ministro espanhol do Interior, numa entrevista televisiva. Jorge Fernández Díaz explicou que o suposto “cérebro” dos atentados de Paris “tentou recrutar, através das redes sociais [na internet], cidadãos espanhóis, sobretudo mulheres, para viajarem e lutarem com o Estado Islâmico em zonas de conflito”. O ministro precisou que, no entanto, “não há conhecimento” de que seria “para lançar ataques em Espanha”.

Em outubro, a polícia deteve no aeroporto de Madrid uma espanhola de 22 anos que se preparava para viajar com o objetivo de se juntar aos extremistas na Síria. Este ano, várias mulheres foram detidas em Espanha, por suspeita de recrutarem outras mulheres e adolescentes em nome dos “jihadistas”.