Última hora

Última hora

Itália em alerta máximo

FBI alerta que certos locais turísticos de Roma e Milão podem ser alvo de novos atentados terroristas.

Em leitura:

Itália em alerta máximo

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália, um dos países mais visitados da Europa, está a viver em segurança máxima.

Point of view

O alerta de segurança mete-nos um pouco de medo, mas a vida tem de seguir em frente. Temos de ultrapassar os nossos medos.

As autoridades reforçaram o policiamento em zonas sensíveis das duas maiores cidades, Milão e Roma. O reforço segue-se aos atentados de Paris e à promessa do Daesh de fazer novos atentados em grandes cidades.

O FBI identificou três alvos potenciais de atentados terroristas em Itália: A catedral de Milão também chamada Duomo, o Teatro alla Scala, na mesma cidade e a Praça de São Pedro, em Roma.

Se o aumento da segurança é visível, o Vaticano vai reforçar as medidas: Pode ver-se os novos detetores de metais que vão em breve começar a funcionar. Os romanos estão preocupados, mas sem exageros: “O alerta de segurança mete-nos um pouco de medo, mas a vida tem de seguir em frente. Temos de ultrapassar os nossos medos”, diz uma habitante.

Esta quinta-feira, tanto Roma como Milão foram alvo de alertas de bomba, que se revelaram falsos alarmes. Apesar de tudo, todo o cuidado é pouco: Só na capital, o exército reforçou a segurança com 700 efetivos.

A Itália começou, entretanto, uma caça ao homem para encontrar cinco suspeitos de terrorismo, que segundo as informações do FBI, podem estar em Itália.