Última hora

Última hora

Quem era a mulher kamikaze que se fez explodir em Saint-Denis?

Os investigadores centram-se agora em Hasna Aït Boulahcen, prima do cérebro dos atentados de Paris.

Em leitura:

Quem era a mulher kamikaze que se fez explodir em Saint-Denis?

Tamanho do texto Aa Aa

As atenções dos investigadores centram-se agora sobre Hasna Aït Boulahcen, prima do cérebro dos atentados, Abdelhamid Abaaoud. Foi através das escutas telefónicas a ela que a polícia chegou até ao apartamento em Saint-Denis onde decorreram as operações.

Point of view

"Ela amava a vida, toda a gente a conhecia, era uma pessoa extrovertida, até um pouco louca."

Mesmo se não há 100% de certezas, não restam grandes dúvidas de que foi ela quem se fez explodir dentro do apartamento, na madrugada de terça para quarta. A confirmar-se, terá sido a primeira mulher kamikaze a atuar na Europa Ocidental.

O áudio gravado pelas televisões mostra a troca de palavras entre os polícias e a mulher, que nega ser a namorada de Abaoud, os tiros e a explosão.

Foi num bairro da localidade de Creutzwald, no leste de França, que Hasna cresceu. Os vizinhos lembram-se de uma pessoa bastante diferente da jihadista que se fez explodir e que sonhava combater na Síria: “Ela amava a vida, toda a gente a conhecia, era uma pessoa extrovertida, até um pouco louca”, diz uma vizinha. Outra acrescenta: “Os amigos do Facebook dizem que ela se vestia à europeia, maquilhava-se, saía à noite”.

Hasna tinha uma grande admiração por Hayat Bouméddiene, a namorada de Amédy Coulibaly, o autor da tomada de reféns do Hyper Cacher, que escapou à justiça e terá fugido para a Síria. Tal como ela, também Hasna sonhava combater pela causa do Daesh.