Última hora

Última hora

Terrorismo em França: Cancelamento das Festa das luzes de Lyon é um rude golpe na economia

A famosa Festa das Luzes de Lyon, um dos maiores eventos artísticos de França, foi anulada por motivos de segurança, na sequência dos ataques

Em leitura:

Terrorismo em França: Cancelamento das Festa das luzes de Lyon é um rude golpe na economia

Tamanho do texto Aa Aa

A famosa Festa das Luzes de Lyon, um dos maiores eventos artísticos de França, foi anulada por motivos de segurança, na sequência dos ataques terroristas de Paris que vão manter a França em “Estado de Emergência” até fevereiro. A má notícia foi anunciada esta quinta-feira pelo presidente da Câmara de Lyon, Gérard Collomb, em concertação com o ministro do Interior, Bernanrd Cazeneuve, e com o primeiro-ministro, Manuel Valls.

(“Decididimos que a Festa das Luzes não pode desenrolar-se na sua forma habitual: festiva, poética, ligeira.”)

Esta é uma festa anual, com mais de 150 anos de história, tendo por base os irmãos Lumière, naturais de Lyon e tidos como os invetores do cinema. Diversos espetáculos de luz e “video mapping” preenchem todos os anos as ruas do centro da segunda maior cidade de França, durante quatro dias, apanhando o primeiro fim de semana de dezembro.

Mais de três milhões de pessoas, oriundas de todo o Mundo, costumam visitar Lyon a cada ano para assistir à Festa das Luzes. As estimativas apontam para que mais de 70 por cento dos visitantes tenham por hábito ficar em quartos ou aparatamentos alugados a residentes ou em casas de amigos ou familiares.

(Câmara de Comércio e Indústria de Lyon: “A comunidade económica de Lyon
está solidária com o cancelamento da Festa das Luzes.”)

Na última edição, os hóteis da cidade registaram taxas de ocupação de 98 por cento por cento. Para alguns estabelecimentos hoteleiros, estes quatro dias da Festa das Luzes representam 15 por cento das receitas anuais.

Para o comércio local, os 4 dias da festa revelam-se também importantes, na medida em que muitos negócios conseguem neste período cerca de 15 por cento das receitas do resto do ano e isto a 3 semanas do Natal, outro período importante. O programa preparado para este ano foi totalmente transporto para a edição de 2016.

(Ministério da Cultura: “A Festa das Luzes de Lyon foi anulada
e dá lugar a uma homenagem às vitimas dos atentados de Paris.”)

Pelo menos, 600 autocarros com turistas eram esperados em Lyon e já haviam sido cancelados, fez saber o gabinete de turismo da cidade. O orçamento da última edição da Festa das Luzes rondou os 2,6 milhões de euros e, este ano, os artistas contratados já foram pagos em cerca de oitenta por cento.

A duas semanas do início, anular a Festa das Luzes não terá sido uma decisão fácil da autarquia lionesa. Gérard Collomb referiu não ter outra hipótese em nome da segurança das pessoas e da cidade. “Para mim, não devemos colocar em risco os lioneses, não é uma questão de dar razão aos terroristas”, justificou o autarca, revelando que no lugar da festa será efetuada uma homenagem especial às 129 vitimas dos recentes atentados de Paris, marcada para o que seria o último dia da Festa das Luzes, domingo, 8 de dezembro.

(“Os nomes das vitimas do 13 de novembro de 2015 vão desfilar pelas fachadas das margens do rio Saône.”)