Última hora

Última hora

Cisjordânia: Mais ataques de "lobos solitários" a dois dias da visita de John Kerry

Os ataques de "lobos solitários" palestinianos prosseguem nos territórios ocupados da Cisjordânia, dois dias antes de uma visita do secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

Em leitura:

Cisjordânia: Mais ataques de "lobos solitários" a dois dias da visita de John Kerry

Tamanho do texto Aa Aa

Os ataques de “lobos solitários” palestinianos prosseguem nos territórios ocupados da Cisjordânia, dois dias antes de uma visita do secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

Este domingo, há notícia de pelo menos três ataques, todos na Cisjordânia, e que resultaram na morte dos três agressores e de uma israelita, que não resistiu aos ferimentos provocados por uma arma branca.

Desde o inicio de outubro, a violência já fez cerca de uma centena de mortos, na maioria palestinianos que atacaram israelitas à facada.

O primeiro-ministro de Israel já reagiu, afirmando que os agressores agiram por iniciativa própria e que os ataques não foram “cometidos por organizações”. Após a reunião semanal do governo, Benjamin Netanyahu referiu também que, nas zonas de Hebron e de Jerusalém, estão a ser feitas detenções, rusgas, controlos rodoviários e que mais militares foram mobilizados para garantir a segurança.

Precisamente para exigir mais segurança nos colonatos, manifestantes desceram às ruas de Jerusalém empunhado fotos de israelitas mortos em ataques nos últimos meses.

Em Telavive, centenas de pessoas juntaram-se sábado numa cerimónia em honra de um jovem norte-americano que foi morto num tiroteio na Cisjordânia. O corpo do seminarista foi de seguida trasladado para a sua terra natal, no Massachusetts.