Última hora

Última hora

"Prefiro pensar que os meus irmãos foram manipulados", Mohamed Abdeslam

Mohamed Abdeslam, irmão de Salah e Ibrahim Abdeslam, os homens ligados aos atentados de Paris, o segundo um dos camicases, deu uma entrevista a um

Em leitura:

"Prefiro pensar que os meus irmãos foram manipulados", Mohamed Abdeslam

Tamanho do texto Aa Aa

Mohamed Abdeslam, irmão de Salah e Ibrahim Abdeslam, os homens ligados aos atentados de Paris, o segundo um dos camicases, deu uma entrevista a um canal de televisão belga. Calmo, o homem que chegou a ser detido pela polícia belga mas que acabou por ser libertado por ter ficado provado que não se encontrava em Paris na altura dos atentados, defende os irmãos, mostra-se incrédulo face às acusações mas diz que Salah, o homem mais procurado da Europa, deve entregar-se às autoridades:

“Acredito, profundamente, que os meus irmãos não foram radicalizados. Essa foi a razão pela qual não nos apercebemos de nada. Prefiro pensar que os meus irmãos foram manipulados. Queremos que Salah se renda. Primeiro, ele pode dar-nos as respostas pelas quais estamos à espera. Nós, a sua família, mas também as famílias das vítimas. E todas as outras pessoas que estão a assistir a isto. Preferimos ver Salah na prisão do que num cemitério”, contou Mohamed à RTBF.