Última hora

Última hora

Matérias-primas registam quedas acentuadas

Os mercados de matérias-primas registaram quedas acentuadas neste início de semana. O níquel atingiu o valor mais baixo desde 2003, o cobre recuou

Em leitura:

Matérias-primas registam quedas acentuadas

Tamanho do texto Aa Aa

Os mercados de matérias-primas registaram quedas acentuadas neste início de semana. O níquel atingiu o valor mais baixo desde 2003, o cobre recuou para o preço mais reduzido nos últimos seis anos, o chumbo desvalorizou para níveis de 2010 e o alumínio caiu para valores de 2009.

Dois fatores estão a contribuir para a descida das cotações das matérias-primas. Por um lado, o abrandamento da procura industrial na China leva os investidores a abandonarem posições, e em contrapartida, surge a expectativa de que a Reserva Federal americana vá aumentar as taxas de juro em dezembro, o que não acontece há quase uma década.

Como consequência deste movimento, o valor do petróleo também recuou três por cento no início da sessão de segunda-feira, a moeda americana atingiu máximos de sete meses e o euro atingiu o valor mais baixo desde abril.

As moedas de países produtores de hidrocarbonetos, como a Rússia, também foram penalizadas.