Última hora

Última hora

Canadá abranda recepção de refugiados sírios

Canadá atrasa acolhimento de refugiados sírios devido a dificuldades logísticas.

Em leitura:

Canadá abranda recepção de refugiados sírios

Tamanho do texto Aa Aa

O governo canadiano anunciou que vai atrasar a entrada de refugiados sírios no país.

Point of view

"Queremos certificarmo-nos que isto é feito como deve ser de forma a dar garantias aos canadianos, que se mostraram entusiasmados e abertos, e assim possam permanecer positivos relativamente ao acolhimento destas famílias" - Justin Trudeau, primeiro-ministro canadiano

O anúncio, emitido esta terça-feira, constitui um passo atrás na promessa anteriormente feita e segundo a qual o país iria receber 25 mil refugiados até ao final do ano.

O governo estima agora que o processo ficará concluído apenas no final de fevereiro do próximo ano.

As autoridades afirmam que o atraso se deve a dificuldades logísticas.

“As verificações de segurança serão completadas no estrangeiro antes do embarque em direção ao Canadá. Se existirem dúvidas sobre qualquer pedido ou após a entrevista, o dossier será colocado de lado para consideração futura”, adiantou Ralph Goodale, o ministro canadiano para a segurança pública.

O novo primeiro-ministro, Justin Trudeau, anunciou a intenção de receber 25 mil refugiados sírios até ao final do ano durante a campanha eleitoral mas líderes municipais e provinciais afirmaram que se tratava de um alvo pouco realista.

“Queremos certificarmo-nos que isto é feito como deve ser de forma a dar garantias aos canadianos, que se mostraram entusiasmados e abertos, e assim possam permanecer positivos relativamente ao acolhimento destas famílias” disse o primeiro-ministro durante uma entrevista.

As autoridades prevêm que uma primeira vaga de 10 mil refugiados chegará ao Canadá até ao final de dezembro.
Os controlos médicos e de segurança serão levados a cabo por meio milhar de funcionários consulares estabelecidos na Jordânia, Líbano e Turquia.