Última hora

Última hora

Economia espanhola abranda

Rajoy não consegue o desejado impulso económico para ganhar as eleições do próximo mês.

Em leitura:

Economia espanhola abranda

Tamanho do texto Aa Aa

O crescimento económico em Espanha esteve a abrandar no terceiro trimestre do ano, segundo os dados agora publicados. A economia espanhola teve um crescimento de 0,8%, em queda em relação ao trimestre anterior, mas acima da média da zona euro.

Point of view

Há dois anos e meio que temos crescimento positivo, mas ainda não chegámos ao nível de receitas que tínhamos antes do início da crise.

A Espanha continua a recuperar da recessão e de uma das piores crises de sempre para o país, mas a um ritmo bastante lento: “Digo sempre que estamos a sair da recessão. Há dois anos e meio que temos crescimento positivo, mas ainda não chegámos ao nível de receitas que tínhamos antes do início da crise. Isso só vai ser conseguido em finais do próximo ano, se este ritmo de crescimento for mantido”, diz o ministro da Economia, Luis de Guindos.

O desemprego em Espanha, mesmo com algumas melhorias em relação ao pico da crise, continua a ser um dos mais altos de toda a Europa, nos 21%, o que ajuda a penalizar o PP de Mariano Rajoy nas sondagens, a menos de um mês das eleições. O partido do governo comanda, mas longe da maioria absoluta.

O fim do verão e dos muitos empregos sazonais criados pela estação quente não ajuda à situação do emprego em Espanha.