Última hora

Última hora

Rússia e Síria acusam Erdoğan de jogo duplo

A Turquia está debaixo de fogo cruzado da Rússia e da Síria, que não pouparam ataques neste encontro entre os ministros dos Negócios Estrangeiros.

Em leitura:

Rússia e Síria acusam Erdoğan de jogo duplo

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia foi o grande alvo dos ataques verbais dos chefes da diplomacia da Rússia e da Síria, depois do abate de um avião russo por parte da aviação turca.

Serguei Lavrov acusou o presidente turco Recep Tayyip Erdoğan de estar a fazer um jogo duplo e apoiar os grupos terroristas: “Achamos que os países vizinhos da Síria e do Iraque, se por um lado dizem apoiar as decisões do Conselho de Segurança da ONU e participam nas coligações antiterroristas, mas por outro fazem um jogo duplo, fazendo dos terroristas aliados secretos, estão a dar provas de um cinismo absoluto”.

O mesmo foi dito pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Síria, Walid Muallem: “Durante cinco anos, sofremos as agressões da Turquia contra a Síria e as ambições de Erdoğan, que quer o poder no norte da Síria, onde continua a apoiar organizações terroristas como o Daesh, a Al-Nusra e a Al Qaeda”.

Se a Rússia acusa a Turquia de fazer jogo duplo, a verdade é que também dos russos não se pode dizer que tenham as intenções claras: Se, por um lado, lutam contra o Daesh, por outro já deram provas de que outro objetivo importante é a manutenção de Bashar el-Assad no poder.