Última hora

Última hora

Bruxelas: União Europeia e Turquia estreitam laços de cooperação

Em leitura:

Bruxelas: União Europeia e Turquia estreitam laços de cooperação

Tamanho do texto Aa Aa

A cimeira inédita entre a União Europeia e a Turquia arrancou em Bruxelas, com a crise migratória a dominar a agenda. O encontro deste domingo deverá servir para impulsionar as relações entre ambas as partes, como se percebeu pelas palavras do primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoğlu, à chegada. Ancara espera acelerar o processo de adesão do país ao bloco comunitário.

“É um dia histórico para revitalizar o processo de adesão bem como para discutir e partilhar os últimos desenvolvimentos na Europa e à volta da Europa. Agradeço aos líderes europeus por este novo começo que ainda não é o começo de um encontro, mas o começo de um novo processo”, sublinhou Davutoğlu.

A Europa precisa da Turquia para fazer frente ao fluxo de refugiados e o presidente francês, François Hollande, referiu que é do “interesse de todos” um acordo entre a União Europeia e o país.

A chanceler alemã, Angela Merkel, também se mostrou esperançada num desbloqueio da situação: “Uma parte importante do plano de ação UE-Turquia será substituir a migração ilegal por migração legal, para melhorar a situação dos migrantes na Turquia.”

Da agenda da cimeira também consta o avanço no processo de facilitação de vistos. Espera-se ainda uma oficialização de um fundo de 3 mil milhões de euros para apoiar refugiados sírios que se encontram na Turquia.

Sándor Zsíros, euronews – “Esta é a sexta cimeira da União Europeia, este ano, destinada a encontrar uma solução para a crise migratória. Agora assiste-se a uma unidade não habitual. Mesmo o polémico primeiro-ministro húngaro apoia um acordo com a Turquia para manter os migrantes de fora da União Europeia.”