Última hora

Última hora

O ultimo "haka" do mundo do râguebi para Jonah Lomu

Funeral da antiga estrela dos "All Blacks" decorre esta terça-feira, numa cerimónia privada exclusiva à família e amigos próximos, em Auckland, na Nova Zelândia.

Em leitura:

O ultimo "haka" do mundo do râguebi para Jonah Lomu

Tamanho do texto Aa Aa

Um derradeiro “haka” protagonizado por antigos colegas nos All Blacks marcou esta segunda-feira, em Auckland, na nova Zelândia, o derradeiro memorial público a Jonah Lomu, a antiga estrela do râguebi mundial que morreu a +8 de novembro vítima de doença renal prolongada.

(World Rugby: “Antigos e atuais jogadores realizam um emotivo ‘haka’ dedicado a Jonah Lomu

A mulher Nadine Quirk e os dois filhos marcaram presença nesta cerimónia. O presidente da “World Rugby”, a entidade máxima do râguebi mundial, viajou de propósito desde França. Bernard Lapasset afirmou que “as palavras para descrever a contribuição de Lomu para o râguebi nunca serão suficientes.”

“Ele aterrorizou defesas e fez vibrar os adeptos com uma forma de jogar râguebi muito particular e que nunca antes tinha sido vista ao mais alto nível”, lembrou Lapasset.

A antiga estrela do râguebi mundial morreu há uma semana e meia vítima da doença renal, uma síndrome nefrótica, que lhe foi diagnosticada em 1995 e que o obrigou a fazer um transplante de rim em 2004.

Jonah Lomu esteve presente no recente mundial de râguebi realizado em Inglaterra e depois passou ainda alguns dias de férias com a família, no Dubai.

O último “twit” de Jonah Lomu
(Jonah Lomu: “As fontes dançantes do centro comercial do Dubai.”)

No dia seguinte a ter regressado a Auckland, nada deixava antever o que sucedeu apesar da doença prolongada. Jonah Lomu morreu, tinha 40 anos.

O funeral está marcado para esta terça-feira, em Auckland, numa cerimónia privada exclusiva para a família e amigos próximos.