Última hora

Última hora

Japão retoma caça à baleia

É uma das atividades mais condenadas a nível mundial: O Japão retoma a caça à baleia. O argumento é que se trata de caça com fins científicos.

Em leitura:

Japão retoma caça à baleia

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar da contestação mundial, o Japão volta a caçar baleias a partir deste ano. Uma frota de três baleeiros zarpou do porto de Shimonoseki em direção ao Oceano Glacial Antártico.

Desde que a moratória mundial à caça à baleia foi instituída em 1986, o Japão conseguiu contornar a interdição, com a desculpa de que a caça era para fins científicos.

A organização ambientalista Sea Shepherd promete dar caça aos caçadores de baleias: “Segundo os relatórios, eles estão contra o retomar das nossas atividades de pesquisa. Podemos interpretar o que disseram como prometendo obstruir as nossas operações se nos encontrarem no mar”, diz o ministro japonês da Agricultura e Pescas, Satoshi Kunii.

No ano passado, os japoneses viram-se impedidos de continuar a caça devido a uma decisão do Tribunal Internacional de Justiça, depois de uma queixa da Austrália, mas agora, com a prometida redução das quotas, puderam novamente retomar a tão contestada caça à baleia. O plano prevê caçar, anualmente, 333 baleias da sub-espécie conhecida como baleia-de-Minke, ao longo dos próximos 12 anos.

Cinco anos antes da moratória, Roberto Carlos fazia uma canção que ainda hoje é um hino contra a caça à baleia: