Última hora

Última hora

Espanha: sondagem no arranque da campanha dá vitória ao PP mas sem maioria

Uma vitória dos conservadores do Partido Popular, mas sem maioria absoluta, e o fim do bipartidarismo: estas são as duas principais conclusões da

Em leitura:

Espanha: sondagem no arranque da campanha dá vitória ao PP mas sem maioria

Tamanho do texto Aa Aa

Uma vitória dos conservadores do Partido Popular, mas sem maioria absoluta, e o fim do bipartidarismo: estas são as duas principais conclusões da última sondagem publicada na véspera do arranque da campanha para as legislativas em Espanha.

O Centro de Investigações Sociológicas dá a vitória ao PP do primeiro-ministro Mariano Rajoy, com cerca de 27 por cento dos votos, seguido dos socialistas, conduzidos por Pedro Sánchez, com perto de 21 por cento.

Mas a chave da próxima coligação governamental poderá estar nas mãos da nova plataforma centrista Ciudadanos, de Alberto Rivera, que segue de perto o PSOE, creditada com 19 por cento das intenções de voto.

A plataforma de esquerda Podemos, nascida com o movimento dos Indignados, continua em queda livre: o partido de Pablo Iglesias apenas obtém, na sondagem, pouco mais de 9 por cento de apoios, muito abaixo dos 24 por cento que lhe eram creditados em fevereiro, quando aparecia com o potencial para se tornar na segunda força da política espanhola.

Os partidos apostam fortemente nos temas quentes da campanha, como a economia ou o movimento separatista na Catalunha, à conquista dos indecisos, que são ainda avaliados em 41 por cento do eleitorado.