Última hora

Última hora

Gary Neville apresentado no Valência mas já se fala em "ponte" para Mourinho

Gary Neville foi apresentado esta quinta-feira como novo treinador do Valência. Aos 40 anos, o inglês vai ter a primeira experiência como técnico

Em leitura:

Gary Neville apresentado no Valência mas já se fala em "ponte" para Mourinho

Tamanho do texto Aa Aa

Gary Neville foi apresentado esta quinta-feira como novo treinador do Valência. Aos 40 anos, o inglês vai ter a primeira experiência como técnico principal sucedendo no cargo ao português Nuno Espírito Santo, de 41.

O antigo treinador do Rio Ave demitiu-se no domingo à noite após a derrota (1-0) do emblema “Ché” em Sevilha e pouco depois Gary Neville terá sido logo contatado pelo clube espanhol.

O antigo lateral-direito do Manchester United entra no Valência com ambição, mas, para já, apenas com contrato até final da temporada à frente da equipa onde alinham os portugueses André Gomes, João Cancelo e Rúben Vezo.

“Têm-me sido oferecidos vários trabalhos no futebol nos últimos 4 ou 5 anos. Nunca senti que fosse a altura certa. Quis dedicar algum tempo a aprender diferentes coisas após deixar o futebol. Mas quando recebi a chamada no domingo à noite, pensei: ‘Que grande clube. Grande oportunidade. Grande desafio’”, revelou Gary Neville, na apresentação, confessando ter-se aconselhado com Alex Ferguson após aceitar o desafio.

Uma das teorias já a circular, entretanto, em Inglaterra é que a contratação de Gary Neville servirá apenas de ponte para a chegada ao clube, no verão, de José mourinho, um dos principais ativos da carteira de ativos da Gestifute, de Jorge Mendes. O rumor hangou força através do jornal britânico The Sun.

O também adjunto da seleção inglesa, cargo que vai manter em paralelo ao lado de Roy Hodgson, é ainda coproprietário de um clube da sétima divisão inglesa, o Salford City, detido a 50 por cento pelo empresário de Singapura Peter Lim, igualmente o homem forte do Valência.

Questionado se lhe teria sido oferecido o cargo pela amizade com Peter Lim dada a falta de experiência ao mais alto nível como treinador, um pouco à imagem de nuno Espírito Santos através do empresário Jorge Mendes, Neville fintou a questão. “A minha relação com Peter não pressupõe qualquer desafio.
quanto à falta de experiência, não há receitas mágicas para se ganhar experiência. Todos os treinadores tiveram o seu primeiro dia. alguma vez há que que começar. Sempre disse que o importante é provar com trabalho às pessoas que possam duvidar das minhas capacidades”, disse.

Da equipa técnica vão fazer ainda parte o fugaz antigo jogador do Sporting, o espanhol Miguel Angel Angulo, que jogou boa parte da carreira no Valência, e ainda o irmão do novo treinador, Phill Neville, que já trabalhava com Nuno Espírito Santo no Valência desde o início desta temporada.

O próximo jogo do Valência é a receção ao líder e atual campeão Barcelona. O jogo está marcado para sábado, às 20h30 (19h30, em Lisboa). Segue-se a receção aos franceses do Olympique de Lyon, que encerra a fase de grupos da Liga dos Campeões, na qual os espanhóis ainda aspiram a passar aos oitavos de final, tendo já garantido, no mínimo, a passagem para a Liga Europa.