Última hora

Última hora

Economia: De um modelo linear a um modelo circular

Esta semana, Utalk responde a Claire, que está em Bruxelas: “Cada vez mais se ouve falar em economia circular, cujo objetivo é romper com a lógica do

Em leitura:

Economia: De um modelo linear a um modelo circular

Tamanho do texto Aa Aa

Esta semana, Utalk responde a Claire, que está em Bruxelas:

“Cada vez mais se ouve falar em economia circular, cujo objetivo é romper com a lógica do atual modelo, a economia linear. Pode-nos explicar melhor esta transição?”

Edwin Zaccai, Professor da Universidade Livre de Bruxelas (ULB) e diretor do Centro de Estudos para o Desenvolvimento Sustentável, responde:

“A economia circular pode, efetivamente, ser definida como o modelo contrário da economia linear.

Numa economia clássica – ou linear-, produzimos, consumimos e depois eliminamos. Enquanto, numa economia circular, a ideia é no final do processo reciclar os produtos ou parte deles e recolocá-los no mercado.

Na verdade, o modelo de economia circular tem vindo a ser usado ao longo dos últimos anos, mas sem uma nomenclatura oficial. Economia circular é uma expressão relativamente nova, embora sempre tenha havido sistemas de reciclagem.

Algumas normas implementadas provaram ser um sucesso, como a reciclagem de embalagens por fabricantes ou a reciclagem de eletrodomésticos e de aparelhos eletrónicos em determinados sectores. E todas estas mudanças estão a ir na direção certa.

Quando compra um computador ou um produto eletrónico, paga um pequeno custo adicional para reciclar o mesmo. É para isso que serve essa contribuição. É uma ajuda para que a indústria se torne cada vez mais sustentável e desperdice menos.

Portanto, a ideia é fortalecer essa circularidade para poupar recursos e tentar também ter benefícios económicos.”

Se quiser colocar uma questão, visite o website da euronews ou os nossos perfis nas redes sociais.